top of page
Buscar
  • Foto do escritorLeticia Capuruco

Você sabe reconhecer um relacionamento abusivo ?


Na teoria, as coisas muitas vezes parecem ser mais simples do que são na prática, especialmente quando tratamos de relacionamentos. É por isso que, olhando de fora, parece evidente que a solução parar sair de uma relação abusiva seja terminar o relacionamento. Entretanto, além de existirem relacionamentos abusivos de todos os tipos, e não apenas entre casais, colocar um ponto final na ligação está longe de ser assim tão simples. Na maioria das vezes, porque pode ser extremamente difícil identificar o que é abuso.

Ao contrário do que muitos podem pensar, o relacionamento abusivo não se caracteriza necessariamente por violência física. Existem muitas formas de violência, como a psicológica, a sexual e a patrimonial. Algumas delas , por serem mais sutis, mas não menos graves, são mais difíceis de identificar.

Quando a pessoa percebe que está em uma relação tóxica, sair pode ser um grande desafio, mesmo quando há vontade. Além do medo e do psicológico abalado, a vergonha de pedir ajuda e de expor a situação para os outros pode atrasar o término.

Um relacionamento abusivo funciona como uma teia: os fios são tecidos e trançados. Muitas vezes, uma pessoa só se dá conta de que está dentro quando os fios a apertam, e ela não consegue mais se mexer


Os elementos de manipulação têm mais força sob ‘o elo mais fraco da relação’, que acaba cedendo e acreditando nas promessas e chantagens. Podemos identificar vários tipos de violência, que conforme a trama, cruzam-se entre si. Nesse processo, cria-se uma pessoa dependente, com autoestima baixa e que acha que não é capaz de realizar práticas do cotidiano sem ajuda.

Um relacionamento abusivo não começa com tapa na cara ou ameaça de morte. A violência, inclusive, pode jamais se manifestar de forma física. Infelizmente, isso não significa que a dor e a destruição sejam menos reais.


Vou trazer algumas dicas de como identificar um relacionamento abusivo. Fique atento se alguém próximo a voce usa dos seguintes artifícios:


O primeiro artificio é o controle

Uma simples frase pode conter a manipulação que o abusador utiliza, e o artifício é só o começo. A pessoa deseja ter controle sobre a outra e começa a decidir o que o parceiro pode e não pode fazer. Roupas e atividades acabam quase sempre sendo decididas pelo o abusador e tudo isso camuflado no “Eu sei o que é melhor para você”. A privacidade também é invadida sob pretextos amorosos. Quem nunca ouviu a frase “quem ama, não esconde”? Pois é, não é bem assim. O agressor aproveita dessas situações para querer controlar tudo do parceiro. Mensagens do celular, redes sociais e e-mails são sempre verificadas, seja de forma sutil ou não.


O segundo ponto é o afastamento de outras pessoas

– “Aquele seu amigo dá em cima de você, não quero que você ande mais com ele.”

– “O seu outro amigo não faz bem para você, ele é uma má influência. Por que você ainda anda com ele?”


Esses exemplos são sinais de um relacionamento abusivo. Disfarçado de preocupação, o abusador somente quer afastar os demais do parceiro e concentrar nele todas as necessidades emocionais e sociais. O objetivo é que o parceiro passe a depender somente do abusador. Dessa forma, ele terá exclusividade e conseguirá assegurar que o parceiro realize aquilo que deseja. É uma forma cruel de manipulação, pois envenena relacionamentos saudáveis com outras pessoas para obter controle total.


O terceiro artificio é o de diminuir o parceiro

Nesse caso, o abusador não consegue ver a pessoa passando por um bom momento. Para ele, nada será o suficiente e não ficará impressionado com as grandes conquistas do parceiro. Aliás, ele precisa diminuir o outro para ter a sensação de superioridade no relacionamento, sela no âmbito privado ou até mesmo zombando na frente de outras pessoas.

O foco do abusador é diminuir a autoestima para que a pessoa não seja capaz de tomar as próprias decisões. Nesse sentido, faz o abusado pensar que não é nada sem ele e que o relacionamento abusivo é a única forma de resolver os problemas.


Vamos falar agora dos jogos emocionais

A chantagem emocional revela o relacionamento abusivo. O parceiro abusivo joga a responsabilidade da culpa para o outro. Sendo assim, acaba fazendo com que a pessoa se sinta mal com ela mesma e reconheça os erros, mesmo quando eles não existem. Os jogos emocionais servem para demonstrar a balança de poder dentro do relacionamento. Então, podem ocorrer privações, como de sexo e intimidade, ou até mesmo um afastamento e silêncio para que o outro faça aquilo que o abusador deseja.


E por último o pior dos sinais: Agressão e violência


O agressor bate no parceiro. Entretanto, diz ele, que estava descontrolado. Promete que nunca mais fará aquilo de novo. Ele faz juras de amor e não consegue imaginar viver no mundo sem o outro. Infelizmente, esse exemplo é mais comum do que imaginamos . O agressor não estava descontrolado. O arrependimento e as promessas são manipulações para manter o relacionamento. Violência é violência. É perigoso manter o convívio com alguém que agride o parceiro, tanto psicologicamente, como fisicamente.

É importante compreender esses aspectos para saber como sair de um relacionamento abusivo.


Se você está em um relacionamento abusivo e não sabe como ou não consegue sair dele , busque ajuda o quanto antes .


8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page