top of page
Buscar
  • Foto do escritorLeticia Capuruco

Que mensagens estamos enviando aos nossos filhos ?



Nosso papo hoje é sobre as mensagens que os pais mandam aos filhos - entendendo que essas são também mensagens que os professores podem mandar a seus alunos, e os técnicos, a seus atletas.

Nenhum pai ou mãe pensa: “O que eu posso fazer hoje para prejudicar meus filhos, afastá-los do aprendizado e limitar suas realizações?”. Claro que não. Pensam: “Eu faria qualquer coisa, daria tudo, para que meus filhos sejam bem-sucedidos e felizes ”.


As crianças e adolescentes adoram elogios. E gostam especialmente de ser elogiadas por sua inteligência e seu talento. Sem dúvida, isso as estimula, as faz resplandecer — porém, apenas momentaneamente. No instante em que encontram uma dificuldade, a confiança desaparece e a motivação desce ao mínimo.


Sei que é quase impossível resistir a esse tipo de elogio. A gente quer que as pessoas que amamos saibam que lhes damos valor e que ficamos felizes com seus êxitos. Os pais acham que podem dar confiança permanente aos filhos ao elogiar seus cérebros e seu talento. Mas não funciona assim, e na verdade tem o efeito oposto. Faz com que as crianças duvidem de si mesmas assim que qualquer coisa se mostrar difícil ou der errado.


Se os pais querem dar um presente a seus filhos, a melhor coisa que podem fazer é ensiná-los a amar desafios, ficar intrigados com erros, desfrutar do esforço e se manter em constante aprendizado .

Dessa forma, seus filhos não serão escravos do elogio, e conseguirão construir e reparar a própria confiança por toda a vida.


Ah Le, então não devemos elogiar nossos filhos, quando fazem alguma coisa bem-feita? Claro que não! Significa apenas que devemos evitar certo tipo de elogio - os elogios que julgam a inteligência ou o talento. Ou o elogio que demonstra que estamos orgulhosos por sua inteligência ou talento em vez de estarmos pelo esforço que dedicaram. Podemos valorizá-los o quanto quisermos pelo processo que leva ao crescimento: o que conseguiram realizar por meio de exercícios, estudo, persistência e boas estratégias.


Mais uma coisa sobre os elogios: quando dizemos às crianças “Que legal, você fez isso tão depressa!” ou “Você não cometeu nenhum erro!”, que mensagem estaremos mandando? Estamos dizendo que damos valor à velocidade e à perfeição. Tanto uma quanto a outra são inimigas do aprendizado de coisas difíceis: “Se você acha que sou inteligente quando sou rápido e perfeito, é melhor que eu não aceite nenhum desafio”.


Crianças e adolescentes precisam de feedback honesto e construtivo. Se ficam sempre “protegidas”, não aprenderão . Encararão conselhos, instruções e feedbacks como algo negativo e danoso. Quando os pais ajudam os filhos a erguer ideais de crescimento, estão lhes dando algo por que lutar. Também estão lhes dando espaço para crescerem, para se transformarem em seres humanos plenos que contribuirão com a sociedade de um modo entusiasta.


Como pais, professores e técnicos esportivos, nossa missão é desenvolver o potencial das pessoas. Há vidas humanas confiadas a nós. São nossa responsabilidade e nosso legado.


* inspirado no livro Mindset , de Carol S. Dweck

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page